Carrinho de Compras (01)

Nome do produto

Encerrar compra
Franciele Caleffi - Nutricionista

Ferro - Benefícios, sintomas e importância para saúde

Ferro - Benefícios, sintomas e importância para saúde

Vocês sabiam que a deficiência de ferro leva a anemia ferropriva, que é o maior problema nutricional de saúde pública no mundo?

O Ferro atua principalmente na síntese das células vermelhas do sangue e no transporte de oxigênio para todas as células do corpo. 

É um nutriente extremamente importante em todas as fases da vida, ainda mais na gestação, na lactação, no aleitamento e na infância. O Ferro reduz o nascimento de bebês prematuros e com baixo peso, reduz o risco de morte materna no parto e pós parto imediato, melhora a capacidade de aprendizagem da criança, melhora a resistência às infecções, além de inúmeros outros benefícios.

Esteticamente, o ferro é essencial para o fortalecimento do cabelo e unha.

Para ficar em alerta, alguns dos sintomas da deficiência de ferro são: fadiga, fraqueza e palidez. Então, se você sente constantemente esses sintomas é bom procurar um nutricionista, que vai solicitar os exames para confirmar os níveis desse nutriente no organismo, preparar um plano alimentar que supra as necessidades e se for acaso, suplementar. A suplementação sempre deve ocorrer sob supervisão do nutricionista, pois o excesso também é prejucidicial!

Na alimentação nós encontramos dois tipos de ferro disponível: o ferro férrico (ferro heme) e o ferro ferroso (ferro heme). Vamos entender a diferença:

Ferro férrico, ferro não heme, ferro inorgânico ou Fe+++
Esse é um ferro não ativo, que precisa sofrer processo de redução, por agentes redutores como por exemplo a vitamina C, para tornar-se ativo e ser absorvido no enterócito (célula do intestino). Vocês já devem ter ouvido a história que "no dia que tem feijão precisa ter laranja ou suco de laranja", não é mesmo? Agora, sabem que é uma verdade e sabem também o motivo.  
100% do ferro dos vegetais é ferro férrico, inorgânico.
60% do ferro das carnes é ferro férrico, inorgânico.
2 a 20% do ferro férrico é absorvido, pois é um ferro muito sensível e sofre influência de oxalatos (muito presente em vegetais), filatos, compostos alcalinos, fibras e outros nutrientes como cálcio e zinco.

O ferro férrico está presente principalmente nos vegetais verde escuros, nas leguminosas como o feijão, lentilha, ervilha, nos grãos integrais, nas nozes, amêndoas, castanha de caju, no ovo.

Ferro ferroso, ferro heme, ferro orgânico, Fe ++
Esse é o ferro na sua forma ativa, pronto para ser absorvido, se ligar a homoglobina e fazer o transporte de oxigênio no corpo. 
40% do ferro das carnes é ferro ferroso, orgânico, e 10 a 40% do ferro ferroso é absorvido.

O ferro ferroso está presente  nas carnes vermelhas, fígado, vísceras, aves, peixes, mariscos. 

Consumir alimentos fontes de ferro com alimentos fonte de Vitamina C aumenta a absorção do ferro não heme e facilita a redução do ferro férrico em ferroso. E, consumir alimentos fonte de ferro com alimentos fonte de vitamina A, aumenta a mobilização do ferro nas reservas, aumantando sua utilização. 

O Ferro é um nutriente essencial e não pode estar desbalanceado no organismo, em todas as fases da vida, então vamos ficar atentos a ele!!!

 

Publicado por Franciele Caleffi às 11h, 02 de outubro de 2018

Compartilhar postagem